A Fuga das Minhocas


Você já conhece a Ana Beatriz de Souza e Souza? Pois ela é a personagem principal do livro que escrevi sobre compostagem – e que inspirou esse blog. A Fuga das Minhocas, ilustrado pelo grande Orlando Pedroso, conta a história de um grupo, liderado pela espevitada Ana Beatriz, que foge de um herbário e acaba conhecendo a, literalmente, dura realidade de São Paulo. Ela tem nome de princesa, porte de modelo, mas é apenas uma minhoca. Apenas?!? Parece que quem está escrevendo esse blog não sabe a importância desse animalzinho na cadeia alimentar...



quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Natal legal

Os brilhos e enfeites do Natal são lindos, mas geram um lixo danado. Montes de embalagens, tranqueiras de 1,99 que duram uma única noite, papel celofane, plásticos dos mais vários tipos... Triste festa para o meio ambiente.
Bacana, pois, quem inventa moda e transforma material reciclado em enfeite. Caso dessa árvore feita de garrafas, fotografada pelo meu amigo Thomaz Jensen, em Lisboa.
Reutilizar embalagens de outros natais ou "embrulhar" os presentes em sacolinhas de pano (que depois servem para separar meias e calcinhas) tb são boas ideias!

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Hotel sustentável em Jampa

Em João Pessoa (hum, delícia de cidade!) tive a honra de ficar hospedada no Verdegreen, um hotel sustentável que conquistou a ISO 14001! Além do aproveitamento da energia solar, uso da econômica iluminação com LED, captação de água da chuva, separação de resíduos e bikes a disposição dos hóspedes, o hotel tem uma comunicação visual supereficiente: há varias plaquinhas elegantes sugerindo usar as escadas (em vez do elevador), não exagerar no café da manhã (consumo consciente), separar os recicláveis e adiar a troca de toalhas e lençóis.
Os avisos são bem diagramados e a logomarca do programa Atitude Verdegreen é onipresente. No apartamento, desde o menu dos canais de televisão até a pastinha com papéis e caneta seguem o projeto visual do programa – e são feitos, óbvio, de papel reciclado!

Veja mais: www.verdegreen.com.br

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Lixo na praia



Adoraria postar apenas exemplos bacanas de pessoas que consideram o planeta nossa grande casa. Pena que a maioria cuida apenas das suas quatro paredes e ignora que a água que usa não nasce na torneira; nem o alimento surge, milagrosamente, na prateleira do supermercado. Conheci uma praia belíssima no litoral sul da Paraíba: Coqueirinho. Seria perfeita, com suas sombras e piscina natural, não fosse a presença massacrante de vendedores. No final da tarde, canudinhos, copos de plástico e outros lixos espalhados pela areia... O mesmo cenário de muitas outras praias do nosso litoral. E a gente sabe o estrago que o plástico provoca na vida marinha. O resultado não poderia ser mais triste... 

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Uma casa para o descartável

Durante anos, Olga Kostina colecionou tampinhas de garrafas e depois decorou as paredes externas de sua casa, no vilarejo de Kamarchaga, próximo à taiga da Sibéria. Cada tampinha foi martelada à mão, seguindo padrões tradicionais de macramé (técnica têxtil). Sua casa passou a ser visitada, assim como a de outra mulher russa, que usou cinco mil garrafas para construir a sua, e a resistente casa de garrafas de plástico na Nigéria. No Brasil, temos em Volta Redonda (RJ) a impressionante Casa de Recicláveis, do biólogo Luiz Toledo, autor do projeto Lixo Zero: http://www.facebook.com/biologoluiztoledo
São exemplos belos e criativos de reutilização! Vale lembrar que o plástico é um dos grandes vilões dos rios e mares...

Foto: REUTERS

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Compostagem nas escolas


O mais bacana de publicar um livro é ter o retorno dos leitores. Fiquei feliz da vida ao saber que crianças de cinco, seis anos curtem a história – e mais ainda ao ver escolas adotando a Fuga e criando atividades após a leitura. Entre elas, o projeto Eco da Minhoca, destinado a alunos do 4º ano do Ensino Fundamental e organizado por Cláudio Loes. “O Eco da Minhoca visa melhorar a percepção ambiente, religar os participantes com os ciclos naturais, fazer a conexão entre os conhecimentos aprendidos em sala de aula e as práticas propostas num ambiente de diálogo, construção de conhecimento e possibilidade de aprendizado.” Veja mais em: www.ecophysis.com.br
Outras escolas estão construindo composteiros e criando hortas alimentadas com húmus! 
Se você souber de atividades do gênero, escreva pra gente.


Acho que essa pintura da Tatiana Clauzet, intitulada Nada no mundo esta só, traduz o projeto do Cláudio... Alias, vale (e muito) conhecer o trabalho da artista http://www.tatianaclauzet.pro.br/


sexta-feira, 15 de junho de 2012

5 Elementos


No inicio de junho conheci a Escola Municipal de Educação Infantil Dona Leopoldina, em São Paulo, e fiquei impressionada com o colorido do espaço e o entusiasmo da equipe. Além de bem cuidada, a escola recebe apoio do Instituto 5 Elementos, que desenvolve o projeto Dedo Verde na Escola. Vale conferir: http://5elementos.wordpress.com. Ah, composteira e horta em breve serão construídas!


quarta-feira, 23 de maio de 2012

Pérolas do lixão









Para quem curte garimpar ideias de reciclagem, algumas imagens valem mais do que muitos quilos de badulaques no lixão! De uma lixeira feita com carcaças de monitores antigos a uma sementeira no teclado, pequenos tesouros da criatividade. Tudo tirado do grupo Hortelões Urbanos, pérola das pérolas, cultivada no Facebook.

terça-feira, 20 de março de 2012

Minhocas na mídia

A Sonia Hirsch foi a primeira a falar (e indicar!) o livro. A Plurale em Revista publicou uma nota super simpática; depois saiu uma entrevista com Ivan Quadros, bem bacana, para o radio. Na sequência, uma baita matéria na Folhinha. Agora, uau!, as minhocas conquistaram a telinha.
E viva a compostagem!

Site da Sonia:

Radio Bandeirantes:

Folha de São Paulo:
http://www1.folha.uol.com.br/folhinha/1053252-a-fuga-das-galinhas-inspira-livro-a-fuga-das-minhocas.shtml

TV Rio Sul (Globo local):
http://riosulnet.globo.com/web/conteudo/5_283778.asp

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Opine, declare, fale!

No projeto original de A Fuga das Minhocas tinha, depois de QUEM É QUEM QUEM, apresentando os autores do livro, a página QUEM DISSE O QUÊ? A editora cortou a brincadeira. Eu coloco de volta – e convido os visitantes a também deixarem sua frase :)

“É pouco provável que algum animal tenha desempenhado um papel tão
crucial na história do nosso planeta como o destas pequenas criaturas.”
Charles Darwin

“Minhocas são demais! Walt tinha que ter criado um cartum só pra elas.”
Mickey Mouse

“Minhocas? Hummmm, eis um dos meus assuntos favoritos!”
Piu-piu

“Minhocas demais na cabeça: se não for o distúrbio psicológico mais importante da atualidade, com certeza é o que mais dá trabalho para consertar...”
Sigmund Freud

“De minhoca em minhoca, o galinho enche o papo. Hehehe!”
Chicken Little

“É mais fácil uma minhoca passar pelo buraco de uma
agulha do que um camelo entrar no reino dos céus.”
Confúcio, fazendo a maior confusão

“Batuta, trabalhadora, mas muito introvertida. Só abre os cinco
pares de corações aos mais chegados. Para mim, por exemplo.”
Níquel Náusea

“Está científicamente comprovado: a Terra é redonda.
Mas é cheia de minhocas, devo admitir...”
Galileu Galilei