A Fuga das Minhocas


Você já conhece a Ana Beatriz de Souza e Souza? Pois ela é a personagem principal do livro que escrevi sobre compostagem – e que inspirou esse blog. A Fuga das Minhocas, ilustrado pelo grande Orlando Pedroso, conta a história de um grupo, liderado pela espevitada Ana Beatriz, que foge de um herbário e acaba conhecendo a, literalmente, dura realidade de São Paulo. Ela tem nome de princesa, porte de modelo, mas é apenas uma minhoca. Apenas?!? Parece que quem está escrevendo esse blog não sabe a importância desse animalzinho na cadeia alimentar...



quarta-feira, 15 de junho de 2011

Para entrar na moda

Quando fiz, com o Jean, o Guia de Compostagem Caseira, no inicio de 2006, não havia praticamente nada sobre o tema na web. Em português, achei um ou outro projeto universitário e o super programa de compostagem no Seixal (Portugal), referência hoje em toda a União Europeia (www.cm-seixal.pt/compostagem). Agora, trabalhando na segunda edição, vejo que o composteiro está a um passo de entrar na moda! Há modelos industrializados para todos os esrilos de residências. O mais inusitado é esse da foto: trata-se do “compostor Bio-Orb”, uma big bola feita de plástico reciclado. Basta rolar para virar seu conteúdo (e assim aerar o composto) e, com uma mangueira, regar de vez em quando. Divertido e útil cabe em qualquer jardim!
Mais informações no indispensável http://vidasustentavel.perus.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário